30 agosto 2016

Reforço de equipamentos de deposição de resíduos indiferenciados em Cabeção

Dois equipamentos novos de deposição de resíduos indiferenciados.

Cabeção viu chegar às suas terras dois equipamentos novos de deposição de resíduos indiferenciados. Trata-se de contentores semi-enterrados, vulgarmente designados de moloks, um localizado na Eira do Quarto com uma capacidade de 5000 L e outro na Travessa do Adro, suportando até 3000 L.

A colocação destes equipamentos permitiu a remoção de 5 contentores metálicos na primeira localização e 3 na segunda, que serão redirecionados para outros locais.

Até à data esta freguesia do concelho de Mora apenas tinha ao seu dispor contentores e baldes como meios de deposição de resíduos indiferenciados, pois a quantidade de resíduos não justificava meios com maior capacidade de armazenamento. Com a alteração deste paradigma, eis que surgem estes dois equipamentos de modo a melhorar as condições de higiene nestes locais, bem como a optimização dos circuitos de recolha.

Tratando-se de equipamentos diferentes, é importante reter alguns conceitos sobre os cuidados a ter com a sua utilização, uma vez que todo este equipamento é de material plástico, excepto o marco exterior que é revestido a madeira.

 

O que colocar?
À semelhança dos contentores e baldes, apenas deverão ser colocados resíduos indiferenciados (resíduos resultantes de actividades domésticas e/ou comerciais, industriais e/ou hospitalares cuja produção não exceda os 1100 L por produtor e que não possam ser reciclados – conforme regulamento municipal) acondicionados em sacos plásticos, de modo a minimizar os odores.

 

Sabia que a vila de Cabeção tem ao seu dispor 6 ecopontos e 3 vidrões? Recicle hoje, para ter amanhã!

 

O que não colocar?
Ramas resultantes de podas de árvores, entulhos, restos de mobiliário, pequenos electrodomésticos, cinzas…


Sabia que basta contactar a Junta de Freguesia para fazerem a recolha de ramas, mobiliário e electrodomésticos e que este serviço é gratuito?!


As cinzas são dos principais "inimigos" dos moloks, pois muitas vezes são colocadas ainda incandescentes, causando rompimentos dos sacos, podendo inclusive originar incêndios danificando o equipamento por completo. Não coloque cinzas nos moloks.


Sabia que as cinzas são ricas em nutrientes como magnésio, potássio, fósforo e cálcio e que podem servir de adubo às plantas? Não coloque cinzas nos moloks, reutilize-as!


 As melhorias dos equipamentos no concelho dependem de si e da boa e correcta utilização dada aos equipamentos.

Contamos com a vossa contribuição para continuarmos a melhorar os nossos serviços.