ETAR de Pavia

A intervenção prevista recai na construção de uma nova ETAR, sendo que a vila tem vindo, desde 1989 a ser servida por um sistema constituído por lagoas de estabilização e tendo-se verificado durante o seu funcionamento alguns problemas, os quais conduziram a uma reavaliação e à procura de alternativas. A solução proposta apontou para a construção e instalação de uma ETAR compacta, com sistema de arejamento prolongado, por forma a obter-se um alto rendimento na limpeza dos resíduos. Esta é uma obra que terá um custo de 180 mil euros.