Covid 19 - Situação no Concelho de Mora Capa
COVID-19: Situação no Concelho a 16 de Janeiro
Notícias
Mora - Medidas para Concelho de Alto Risco
Tomada de Posição
Notícias
Destaques
VER +

Atendimento

Agenda

Notícias

COVID-19: Situação no Concelho a 16 de Janeiro

COVID-19: Situação no Concelho a 16 de Janeiro

Cumpre-se hoje o segundo dia de confinamento. Podemos concordar ou não, quanto a mim há determinados tipos de negócio que poderiam, evidentemente com todas as regas de segurança, continuar abertos, mas de facto a situação que se vive no país é deveras complicada, com a maioria dos hospitais em rutura, com o número de casos COVID a subir e com o número de mortos a aumentar. No nosso Concelho a situação não deixa de ser preocupante mas parece-me que se respira mais alguma tranquilidade. O surto no Lar da ASCTI de Cabeção parece-me controlado. No Lar de Nossa Srª da Purificação só já estão dois utentes na residência em Évora, tendo regressado três durante esta semana. Em Brotas houve receios no Lar mas, felizmente, tudo está bem. A situação mais complexa, neste momento, será no Lar Santa Isabel de em Pavia, onde já faleceram 4 utentes e de onde continua a aparecer um caso ou outro nas suas colaboradoras. A todas estas instituições deixo uma palavra de solidariedade, de apoio e de reconhecimento aos funcionários e responsáveis na esperança e com a certeza que, com o contributo de todos, tudo irá melhorar. Apesar de ter surgido um caso em Brotas (o primeiro) há uma redução de casos ativos na comunidade. 20 em Cabeção, 41 em Pavia e 10 em Mora. Às pessoas que estão doentes desejo as rápidas melhoras, certo de que as nuvens irão, em breve desaparecer. Vamos demonstrar que somos responsáveis e cumprir os deveres que nos são recomendados nesta Estado de Emergência. DAS AÇÕES DE CADA UM DEPENDE A SAUDE DE TODOS!!! O Presidente da Câmara Municipal de Mora Luís Simão Duarte de Matos
16 de Janeiro
Vacinação contra Covid-19 já arrancou no Concelho de Mora

Vacinação contra Covid-19 já arrancou no Concelho de Mora

O dia 6 de Janeiro marcou o arranque da vacinação contra a Covid-19 no Concelho de Mora. Numa altura em que o Concelho de Mora é assombrado pelo aumento de números de doentes com Covid-19, tornando-o num dos concelhos de maior risco de transmissão, assistimos à vacinação todos os utentes e funcionários da Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Mora, a primeira UCCI a receber a primeira dose da vacina a nível nacional. Para além desta unidade, e no decorrer do mesmo dia foram, igualmente, vacinados todos os utentes e funcionários do Lar da Santa Casa da Misericórdia de Mora. A campanha de vacinação contra a covid-19 prolongou-se no dia seguinte, no Lar da Associação de Reformados de Brotas e no Lar da N.ª Sr.ª da Purificação de Cabeção, nesta última, apenas nos funcionários e utentes que testaram negativo para a Covid-19. Nos restantes lares não aconteceu a tão esperada vacinação, por se encontrarem com surtos ativos. Aguarda-se que a situação normalize para que o processo aconteça. O mesmo sucedeu na ZCAP, onde permanecem utentes de duas instituições, do Lar da ACSTI de Cabeção e de um lar de Évora, no momento em que eram para ser administradas as vacinas, um dos utentes testou positivo à Covid-19, o que veio atrasar, também aqui, a vacinação. Num total foram já administradas 300 vacinas entre utentes e funcionários de lares e UCCI do Concelho de Mora. Espera-se que este pequeno passo na vacinação possa ser uma luz de esperança e que traga, não só ao Concelho de Mora, mas a todo o país a normalidade que tanto se anseia. Fotos: Notícias do Sorraia​
13 de Janeiro
Câmara Municipal isenta comércio local de pagamento de taxas, licenças e rendas

Câmara Municipal isenta comércio local de pagamento de taxas, licenças e rendas

Desde o início da pandemia, que uma das preocupações do executivo camarário é ajudar a atenuar o impacto que esta tem produzido na economia do Concelho, aplicando algumas medidas concretas de apoio ao comércio local. À imagem do que aconteceu no início do segundo trimestre do ano passado, a Autarquia volta a aplicar a isenção nas taxas que dizem respeito à publicidade e ocupação da via pública, nomeadamente com esplanadas ou espaços de utilização comercial, bem como a isenção no pagamento de rendas, a todas as lojas sediadas no Mercado Municipal, Cafelítico, Bar do Parque Ecológico do Gameiro e Casas de Romaria. Estes benefícios mantêm-se em vigor até ao final do mês de Junho, deste ano. Estando sensível ao impacto negativo que este período complicado tem no tecido empresarial e social do Concelho e, consequentemente, na vida de inúmeras famílias, a autarquia tem adotado gradualmente um conjunto de medidas que pretendem apoiar a economia local. Pretendendo assim fazer face, de alguma forma, às consequências trazidas pelo Coronavirus, contribuindo, nomeadamente, para a manutenção de postos de trabalho, dos rendimentos das famílias e da viabilidade destes estabelecimentos comerciais. Este é mais um contributo para que no Concelho de Mora continue a haver estímulo económico no presente e, também, no futuro. A Câmara Municipal de Mora encontra-se em permanente avaliação da situação, para que de forma célere possa atuar e adotar medidas suplementares que sejam respostas concretas face às necessidades reais do comércio local e da população.​
12 de Janeiro
COVID-19: Situação no Concelho a 9 de Janeiro

COVID-19: Situação no Concelho a 9 de Janeiro

Esta semana foi muito complicada para o Concelho de Mora no que diz respeito à questão do COVID. Pelos dados de que disponho há 179 pessoas infetadas no Concelho. Preocupante, naturalmente, mas vai em linha do que se passa no país. Se o que já tínhamos era muito mau, acabou por confirmar-se o pior cenário no Lar Rainha Santa Isabel de Pavia, onde todos os utentes (23) estão positivos e ainda 11 funcionários. Há 33 utentes positivos no lar da ASCTI em Cabeção (onde hoje há a lamentar mais um óbito totalizando assim 19) e ainda 5 no Lar Nossa Senhora da Purificação. Na comunidade contam-se 44 casos ativos em Cabeção (inclui 26 funcionárias do Lar da ASCTI), 54 em Pavia (incluí as onze funcionárias do Lar) e 20 em Mora. Nos últimos dias recuperaram 16 pessoas parece-me que todas ligadas ao surto no lar da ASCTI. Penso que em Cabeção as coisas estão um pouco mais calmas. Com tudo isto, é necessária muita paciência, serenidade e sentido de responsabilidade. O Hospital de Évora perdeu a capacidade de tratar convenientemente os doentes COVID. A Unidade de Saúde Publica do Alentejo não consegue responder atempadamente a tantas solicitações, também faltam recursos humanos na Segurança Social para puder dar resposta às IPSS. O distrito está em colapso e parece-me que o País para lá se encaminha. Pelo que vi hoje na Comunicação Social tudo indica que, nos próximos dias, vamos estar de novo em confinamento, tal como em Abril, pois a situação atual é muito pior. Contudo não podemos baixar os braços. Se todos dermos a nossa contribuição, se dermos as mãos no combate a este vírus certamente que o sol voltará a brilhar. DAS AÇÕES DE CADA UM DEPENDE A SAUDE DE TODOS!!! O Presidente da Câmara Municipal de Mora Luís Simão Duarte de Matos
9 de Janeiro
Mora está novamente na lista de Concelhos com risco Extremamente Elevado

Mora está novamente na lista de Concelhos com risco Extremamente Elevado

Na sequência da renovação do Estado de Emergência (Resolução da Assembleia da República n.º 1-A/2021, de 6 de Janeiro 2021), que entrou em vigor às 00h00 do dia 8 de Janeiro, e da atualização do nível de risco de propagação da COVID-19 no Concelho de Mora, passando para extremamente elevado. Neste âmbito aplicam-se as seguintes medidas, mais restritivas para o período de 8 a 15 de Janeiro: No fim-de-semana de 9 e 10 de Janeiro: Proibição de circulação entre concelhos; Proibição de circulação na via pública a partir das 13 horas. Encerramento do comércio aos fins-de-semana a partir das 13h e abertura a partir das 8h*, exceto para os seguintes estabelecimentos: Farmácias; Clínicas e consultórios; Estabelecimentos de venda de bens alimentares com porta para a rua até 200 m2; Bombas de gasolina; A partir das 13h00, os restaurantes só podem funcionar através de entrega ao domicílio. * Os estabelecimentos que já abriam antes das 8h00 podem continuar a fazê-lo.  Proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 05h00 nos dias de semana. Entre as 23h00 do dia 8 de Janeiro e as 05h00 do dia 11 de Janeiro: Proibição de circulação entre concelhos, em todo o território nacional continental, salvo por motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos. Há várias exceções à proibição de deslocação dentro do horário do recolher obrigatório, resumidamente: Efeitos profissionais ou equiparadas, conforme atestado por declaração; Deslocações no exercício das respetivas funções ou por causa delas (profissionais de saúde, apoio social, agentes da proteção civil, forças de segurança, ministros de culto, trabalhadores do setor agrícola, pecuário e das pescas …); Por motivos de saúde; Deslocações para aquisição de bens de primeira necessidade; Para assistência a pessoas vulneráveis, com deficiência, filhos, progenitores, idosos ou dependentes; Deslocação para assistência a animais (ida a veterinários, aquisição de alimentos e passeio); Deslocações pedonais de curta duração, na companhia de membros do mesmo agregado familiar que coabitem; Outras devidamente justificadas, como o reabastecimento em postos de combustíveis no âmbito das deslocações referidas anteriormente; Outras Normas decorrentes da situação: Uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho. Os estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços encerram às 22h00 (com exceção de serviços de take away, farmácias, consultórios e clínicas, funerárias e postos de abastecimento); Os restaurantes encerram às 22h30 (podendo, no entanto, funcionar até à 01h00, mas apenas para entregas ao domicílio); Limita-se a seis no número de pessoas em cada grupo em restaurantes salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar. Encerramento dos equipamentos culturais até às 22h30 Respeitar o distanciamento físico; Lavar ou desinfetar as mãos com frequência; Uso obrigatório de máscara; Respeitar a etiqueta respiratória Apelamos à população para reforçar o cumprimento de todas as regras de proteção e prevenção para minimizar o risco de contágio! Seja um agente de saúde pública, proteja-se protegendo o próximo!
8 de Janeiro
Aviso – Plano de Pormenor do Vale Bom em Mora, abertura de período de discussão pública

Aviso – Plano de Pormenor do Vale Bom em Mora, abertura de período de discussão pública

Luís Simão Duarte de Matos, Presidente da Câmara Municipal de Mora, do Concelho de Mora, torna público que, a Câmara Municipal de Mora na sua reunião de 25 de novembro de 2020, determinou proceder a abertura do período de discussão pública do Plano de Pormenor do Vale Bom — Mora, designadamente da Proposta do Plano e do Relatório Ambiental. E para constar, se publica o presente aviso na 2ª série do Diário da Republica, nos termos do artigo 89.° do Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial (RJIGT), e respetiva divulgação através da Plataforma Colaborativa de Gestão Territorial (PCGT), comunicação social, no sitio na Internet do Município de Mora, bem como, a afixação de Edital de idêntico teor nos Paços do Concelho e nas sedes das Juntas de Freguesia do Concelho de Mora. Mais se informa que o período de discussão pública é de 20 dias úteis, a contar do sexto dia útil após a publicação do respetivo aviso no Diário da Republica e que os interessados podem consultar a proposta do plano, o respetivo relatório ambiental, a ata da Conferência Procedimental e demais pareceres emitidos e os resultados da concertação no sitio na internet da Câmara Municipal de Mora e em formato papel no Atendimento da Divisado de Obras e Urbanismo, sito no edifício dos Paços do Concelho. Os interessados poderão apresentar as suas reclamações, observações ou sugestões até ao final do referido período por escrito e endereçadas ao Presidente da Câmara Municipal, Rua do Município n.° 41, 7490-243 Mora, ou remeter por correio eletrónico para o endereço geral@cm-mora.pt Mora, 27 de novembro de 2020 O Presidente da Câmara Luís Simão Duarte de Matos
7 de Janeiro

Documentos

Conhecer

Acessos rápidos

Alentejo Central

CIMAC

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central é uma pessoa coletiva de direito público de natureza associativa e âmbito territorial e visa a realização de interesses comuns aos municípios que a integram.
www.cimac.pt

Nome

Email

Descarregue a nossa app